quinta-feira, 24 de abril de 2014

De lá para cá será que algo mudou?





A vida pede por mudanças a cada instante! Mudar significa evoluir e isto é inerente ao ser humano, mas... e tinha que ter o mas...

Mudar pode significar sofrer, pois nos apegamos à situação anterior como se nenhuma possibilidade mais existisse.





Esta dificuldade em aceitar a mudança está diretamente ligada ao nosso processo interior de entrega e confiança. Como acreditar e confiar no desconhecido? Dizemos com toda convicção que temos fé, que acreditamos em um Ser Superior que nos guia a cada instante, ou, em uma energia maior que sempre ilumina os nossos caminhos, mas no momento exato em que a necessidade de mudança bate em nossa porta, nos desesperamos.

Mudar significa abandonar a zona de conforto, e por pior que ela possa parecer no momento, ela é conhecida, sabemos tudo sobre ela e isso nos conforta.

Se sua alma anseia por algo, tenha certeza que isto deve fazer parte de sua vida e nesta nova situação existe algo que precisa ser vivenciado.

No entanto, a mudança requer equilíbrio interior. Temos que estar em paz, pois somente a paz nos dará a direção correta que devemos seguir.

No desespero de uma situação, a decisão errada é a primeira que se apresenta.

Vejo isso acontecer em diversos aspectos da vida das pessoas. Pode ser em um casamento que não traz mais realização e parceria, onde um dos envolvidos passa a achar que sem o outro sua vida será maravilhosa e, neste momento, nada é levado em consideração, nem mesmo a estrutura familiar. Pode ainda ser aquele emprego que o massacra e o faz ficar doente pela pressão exagerada e pela falta de qualidade de vida. Pode ser também em uma mudança de país sem nenhum planejamento.

O pacote de problemas irá acompanhá-lo onde for, a menos que antes de uma tomada de decisão, você cuide de suas frequências energéticas e elimine seus bloqueios adquirindo assim o equilíbrio e a intuição necessários para ver se o problema é a situação em si ou é você.

A Radiestesia, através da Mesa Radiônica, restabelece este equilíbrio e elimina de sua vida todas as possibilidades de repetição de situação, além de desenvolver com plenitude a sua intuição.

Atendi uma moça que dizia que não conseguia se estabelecer em nada, nas relações afetivas, na profissão, no financeiro e nem nas relações familiares. Nada permanecia em sua vida mais do que alguns meses. Sentia que ao menor sinal que algo ia bem, ela se livrava da situação e ficava só e com muitos problemas.

Comecei a cuidar de suas energias e, de imediato, verifiquei que havia uma enorme dificuldade em confiar nas pessoas e esta era a razão de não estabelecer relações duradouras.

Após o pleno restabelecimento de suas frequências energéticas, iniciei a verificação dos bloqueios e logo identifiquei um momento no qual ela tinha entre oito a oito anos e meio. Pedi, então, que ela me dissesse o que havia ocorrido naquele momento. Ela disse ser o pior momento em que havia vivido.
Sua mãe conhecera outra pessoa, armara um golpe para tirar todo dinheiro de seu pai e abandonara a família, deixando apenas um bilhete.

Eliminei tal bloqueio formado, pois a raiz estabelecida naquele momento dizia que se sua própria mãe havia feito isso com eles, imagine os estranhos ao longo de sua vida.
Passados alguns meses, ela já iniciara relações sólidas e duradouras no profissional e emocional e passou a seguir a sua voz interior rumo à sua felicidade e descobriu a sua intuição.

Maria Isabel Carapinha



Radiestesista e trabalha também com Feng Shui.
Ministra cursos e faz atendimentos em residências e empresas.
Trabalha também com a mesa radiônica fazendo atendimentos
em seu consultório ou à distância.
Visite meu Site e Acompanhe Maria Isabel Carapinha no Facebook
Email: isabelc@uol.com.br

Fonte: Somos Todos Um

Nenhum comentário:

Postar um comentário