terça-feira, 10 de março de 2015

A Preguiça e a Falta de Vontade São Um Sintoma. Têm Cura!

Atendi um rapaz que sentia uma preguiça e falta de vontade de trabalhar. Era autônomo. Dormia até tarde, acabava não dando conta dos compromissos. Sua mãe ficava chateada e o chamava de preguiçoso. Ao contrário do que poderíamos pensar, gostava da sua profissão.

Ele mesmo não entendia como poderia ser tão preguiçoso e sem vontade. Que força estranha era essa que o fazia se sentir daquela forma, mesmo gostando do seu trabalho? Durante o atendimento, surgiu uma lembrança de um fato vivido na infância.


Seus irmãos eram mais estudiosos do que ele e seu pai se preocupava com isso. Durante uma viagem de carro, passaram por uma plantação onde havia muitos cortadores de cana. O pai dele viu a cena e disse, em tom de brincadeira algo do tipo: "daqui há alguns anos, seus irmãos serão doutores, e você vai estar aí no lugar dessas pessoas".

Essa lembrança inicialmente não aparentava ter grandes sentimentos, mas durante o processo de aplicação da *EFT (técnica para autolimpeza emocional, veja como receber um manual gratuito no final do artigo), trouxe uma carga emocional intensa e um choro compulsivo. Pacientemente, seguimos aplicando EFT até dissolver completamente aquela emoção.

A lembrança daquele evento condensava sentimentos de não reconhecimento, rejeição, inferioridade que ele como criança havia interpretado diante dos comentários e comparações que seu pai fazia com relação aos irmãos.

Por melhores que sejam as intenções dos pais, as críticas e comparações negativas acabam levando a criança a sentir que ela não tem valor, provocando sérios danos a autoestima. E foi assim que esse rapaz cresceu, com um sentimento inconsciente de inferioridade e menos valia.

Alguns dias depois ele me ligou, surpreso sobre como estava se sentindo. Falou que estava com energia para acordar cedo, trabalhar e cumprir seus compromissos. Ele disse não entender o que estava se passando. Como poderia ter mudado tanto de uma hora pra outra, sem fazer esforço pra isso? Passou de "preguiçoso" a uma pessoa ativa e trabalhadora.

A energia daquelas emoções guardadas provocavam um mal-estar, falta de energia, que vemos como "preguiça". Uma vez que foi dissolvida, não havia mais razão para ele se sentir como antes.

Quando dissolvemos a negatividade que carregamos, o que aparece é a nossa essência, o que verdadeiramente somos. E ninguém é preguiçoso, sem vontade ou "perdido" por natureza. Esses estados negativos apenas indicam que estamos cheios de sentimentos guardados que podem ser curados.

Normalmente, estados de desânimo, letargia, preguiça tem mais conteúdo emocional a ser dissolvido do que o que foi acessado com este cliente. É preciso trabalhar uma certa quantidade de memória negativas e pensamentos para atingir um bom resultado. Mas no caso do rapaz que atendi, o efeito foi rápido.

Talvez não tivesse muita coisa por trás do que ele sentia, ou talvez, por razões que eu desconheço, mesmo havendo uma grande carga aconteceu uma dissolução muito profunda tratando apenas uma memória muito significativa. O fato é que ele disse que a vida mudou após aquela sessão.

Ele retornou por mais duas sessões para tratar mais alguns aspectos que travavam seu progresso profissional, e financeiro (dificuldades em cobrar, questões ligadas a crenças relativas ao dinheiro e etc.) e começou a progredir como nunca.

Uns dois anos depois me ligou, ainda impressionado, apenas para agradecer e informar que havia casado, que estava com uma filhinha pequena, o trabalho crescendo e tudo indo uma maravilha. Foi gratificante ouvir o seu relato.

Mesmo tempos depois ele não conseguia compreender cem por cento como se deu essa transformação tão rápida e definitiva. Felizmente, as mudanças com a EFT costumam ser profundas, e a maioria delas não demora a acontecer.

Voltando ao assunto da preguiça, lembro da minha própria experiência. Depois que me formei em engenharia, fiquei completamente perdido. Passei do status de estudante universitário para "desempregado". Não sabia que caminho seguir. Tinha vontade de ter um negócio próprio, mas não sabia como. Minha mãe queria que eu arrumasse um emprego ou fizesse um concurso e me trazia jornais com anúncios de ofertas de empregos. Eu estava completamente confuso emocionalmente e dormia até tarde, trocava o dia pela noite, ou seja, parecia um grande preguiçoso. Depois de um certo tempo, acabei por encontrar uma forma de abrir uma firma e começar a trabalhar, e essa preguiça foi embora.

Sentimentos de medo, insegurança, inferioridade, dúvida por não saber qual caminho seguir, falta de autoconhecimento, tudo isso gera uma enorme negatividade que se manifesta em forma de preguiça, falta de ação, procrastinação. Ao ver um ser humano nesse estado, eu sei que a cura está em descobrir e liberar os sentimentos que esta pessoa carrega.

A maioria de nós, porém, tem pouco conhecimento sobre a parte emocional. Não conseguimos entender por que estamos daquele jeito e não sabemos que é possível se curar.

Sendo assim, acabamos por nos colocar para baixo, aumentando ainda mais os nossos sentimentos negativos, o que acaba gerando ainda mais problemas. A família também dificilmente entende o que se passa, e mesmo quando entende, não sabe lidar bem com quadros desse tipo.

Fique atento. Preguiça, falta de vontade, dificuldade de pôr em prática projetos e ideias, revelam nossas dificuldades emocionais. Podem ser as mais variadas crenças, pensamentos e sentimentos negativos.

André Lima


EFT Practitioner, Terapeuta Holístico, Mestre de Reiki e Engenheiro.
andre@eftbr.com.br
Visite o Site do autor.

EFT - Emotional Freedom Techniques - É a autoacupuntura emocional sem agulhas. Ensina a desbloquear a energia estagnada nos meridianos, de forma fácil, rápida e extremamente eficaz, proporcionando a cura rápida para questões físicas e emocionais. Você mesmo pode se autoaplicar o método.  Receba o manual gratuito acessando Aqui. 

Fonte: Somos Todos Um 

Nenhum comentário:

Postar um comentário