quarta-feira, 26 de abril de 2017

O Coração - O Cérebro da Consciência







Você foi treinado para lidar consigo mesmo e com a sua realidade a partir da sua cabeça apenas.








Ao lidar com o mundo pela cabeça, tudo estará resumido a uma ideia que você tem das coisas e de si mesmo. Você sentirá que algo está faltando e, de repente, a sua realidade parecerá pálida, árida e desprovida de sentido.Por quê? Porque falta a presença do fluxo afetivo que só o coração pode provocar. O coração é a interface de contato com a consciência e com o sentido do existir. Ele é a ponte de conexão com o seu Eu não-local. Ele é o teu verdadeiro cérebro, o cérebro da consciência. Ative-o. Como? Expandindo o seu afeto por tudo, apreciando a realidade.

Apreciar é um ato de permissão para que tudo possa ser o que é. É pelo afeto que realmente você se relaciona consigo mesmo e com a vida. Aprecie. Do apreço por tudo, vem a reverência por tudo. Da reverência por tudo, vem o reconhecimento do espaço que nos liga. Reverenciar é dar espaço, dar espaço para que tudo possa ser o que é. Quando damos espaço nos tornamos espaçosos por dentro, oceânicos.

Este espaço interno é o campo de paz, de onde vem todas as curas, soluções e transformações. Ele é a presença do amor imortal em você. Pois amor é paz em movimento.

Horácio Frazão



Ativista Quântico, Sensitivo, Curador Holográfico,
Palestrante, Professor e Pesquisador.
Criou o Sistema de Cura Holográfica

Fonte: Horácio Frazão - Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário