sexta-feira, 10 de abril de 2015

Perdão l








Só existe uma única forma de se libertar das garras do seu ego, da sua mania de perseguição, mágoas e, principalmente, dos bloqueios energéticos que o impede de seguir adiante.









Estou falando de algo que parece simples, mas não é. Estou falando de algo que você acha que faz em sua vida, mas não o faz. Estou falando do PERDÃO, palavra esta que consiste num atributo imutável do Universo.

Sentir mágoa, tristeza, revolta e raiva daquele que, supostamente, te feriu, é uma espécie de autoenvenenamento diário. Você diz que perdoou, mas quando se lembra da situação ou da pessoa que o desagradou, se enfurece. Você diz que de zero a dez perdoou oito, e presunçosamente sente-se superior pelo seu feito. Diz também que nem se lembra daquela pessoa que o machucou, mas, quando a vê, fica com o seu semblante desfigurado.

Saiba que o não perdoar significa, impreterivelmente, um bloqueio energético que impede que o fluxo natural do Universo flua por você e através de você. Ou seja, impede que você seja conduzido pelo fluxo da fonte da vida. Não perdoar alguém significa que você não está aceitando uma criação sua; e isso significa que você não está aceitando a si próprio.

Trata-se da sua criação pelo simples fato de que, tudo o que ocorreu, ocorre e ocorrerá, foi e continua sendo atraído pelos seus pensamentos, sentimentos e emoções. Pelos seus medos, pelas suas crenças e pelos seus traumas. Por todas as memórias negativas que estão causando situações repetitivas em sua vida. Logo, aquele que o atingiu não passa de um mero objeto usado pelas forças cósmicas para atender o seu pedido, seja ele por conta da lei da atração ou por algum resgate cármico de vidas passadas.

Isto é, em ambos os casos, a responsabilidade é sua e, portanto, mais simples de ser resolvido, desde que você queira. Compreender isto é fundamental para que você possa aceitar que o perdão é e sempre será, para você mesmo.

Lembre-se, não existe falhas no Universo. Não existe injustiça, nem, tão pouco, favorecidos ou desfavorecidos. O que existe é uma lei que não precisa de juiz para se fazer valer.

Aceitar isto é, prioritariamente, o caminho para que você ache a paz dentro da verdade daquilo que tudo é.

Continua....

Diogo Beltrame


Universalista, Terapeuta Quântico, Consultor Metafísico,
Formador de Terapeutas Holísticos, Mestre em Reiki,
Renascedor e Palestrante

Fonte: Diogo Beltrame - Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário